Como o Nubank obtém lucros se não cobra tarifas?

Tempo de leitura: 2 minutos

O Nubank, fintech com uma carteira de clientes que gira em torno de 20 milhões, tem conquistado cada vez mais espaço no mercado financeiro brasileiro. Mas apesar de sua grande expansão em todo território nacional e também internacional, a empresa, por mais surpreendente que pareça, ainda não conseguiu resultados positivos no que diz respeito a lucratividade.

Segundo especialistas, em alguns casos, não obter lucro por um determinado período de tempo não significa que a empresa vai mal das pernas. Isso faria parte de uma estratégia de crescimento sustentável da empresa, que está mirando uma expansão com excelência ao invés de somente lucros.

Leia também: Nubank tem prejuízo milionário a cada semestre, mas é “de propósito”. Entenda

Conceito de fintech

Fintech é o termo usado para denominar uma empresa que tem seus serviços voltados exclusivamente para o meio tecnológico e que, aliado a isso, oferece serviços financeiros, como: empréstimos, transferências (PIX, TED, DOC), pagamentos de boletos e etc.

Mas afinal, como o Nubank ganha dinheiro se não cobra tarifas

Por mais inacreditável que seja, não há uma complexidade absurda, nem segredo do outro mundo por trás dos ganhos do Nubank. Abaixo veremos algumas formas que seriam usadas pela fintech.

Interchange

A principal fonte de receita da fintech é a chamada “interchange”. Quando um cliente realiza uma despesa no cartão de crédito, o lojista paga uma taxa pela transação, que é cerca de 5% do valor da compra (crédito à vista). Essa porcentagem é dividida em três partes: uma parte vai para a administradora da maquininha, outra para o emissor do cartão (Mastercard) a última para o Nubank.

Juros do cartão

A empresa ganha ainda cada vez que o usuário do cartão paga juros por atraso e também ao parcelar a fatura.

Os investidores do Nubank

Desde sua fundação, em 2013, o Nubank recebe alguns aportes de investimentos de grandes investidores ao redor do mundo. Essa confiança por parte dos investidores da à startup o status de uma das maiores fintechs do mundo.

Estão entre os investidores: Sequoia Capital, Kaszek Ventures, Tiger Global Management, QED Investors, Founders Fund, DST Global, Redpoint Ventures, Ribbit Capital, Dragoneer Investment Group, Thrive Capital e Tencent.

No total, foram 7 grandes rodadas de investimento, sendo que em cada uma delas, um ou mais fundos de investimentos fizeram seus aportes. A cada rodada, o Nubank ganha ainda mais força no cenário internacional e consegue mais recursos para desenvolver produtos e serviços cada vez melhores e mais inovadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *